Alunos do IEMA participam de audiência pública do Orçamento Participativo em Cururupu

Jhonatan Almada destaca a importância do Orçamento Participativo para os alunos do IEMA (Foto: Divulgação)

Um grupo de mais de 25 estudantes do Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA), unidade plena de Cururupu, participou da audiência pública do Orçamento Participativo que aconteceu na cidade, localizada a cerca de 450 quilômetros da capital São Luís.

Os alunos são dos cursos técnicos em serviços jurídicos, meio ambiente, alimentos e informática. A audiência reuniu representantes de seis municípios: Cedral, Central do Maranhão, Cururupu, Guimarães, Mirinzal e Porto Rico do Maranhão. Nesta mesma data as audiências ocorreram em Apicum-Açu, Bacuri e Serrano do Maranhão.

O reitor do IEMA, Jhonatan Almada apresentou o instituto, falou da importância de um bom planejamento e da continuidade do que é planejado, citando o próprio Instituto e a China como exemplo de sucesso. “O IEMA é o resultado de um planejamento. Alguém sonhou, pediu, votou e foi realizado, inclusive nesta região.”

Almada explicou que o planejamento é a “fé que temos de que é possível mudar a realidade”.

“Hoje a China é um país que consegue dominar a tecnologia espacial. Nos anos 80, Brasil e China estavam no mesmo ponto de partida, sabiam as mesmas coisas sobre espaço e tecnologia. Mas a China segue um planejamento desde 1950. Tem continuidade no planejamento”, completou.

O professor de história da UP do IEMA de Cururupu, Nedson Coelho Ribeiro, conta que, com a participação, os estudantes conseguem contribuir a partir do entendimento acadêmico construído na escola e aplicam esse entendimento às questões sociais da comunidade. “Não apenas na questão de Cururupu, mas da região como um todo. Certamente que, o que eles apresentaram ali, vai de encontro aos interesses de toda a região”, salientou o professor.

Tatyana Andrea Mendes Sereno, prefeita de Porto Rico do Maranhão, também participou da audiência pública em Cururupu. A prefeita contou que estava na audiência defendendo as bandeiras da saúde, transporte e educação. “Viemos com a bandeira da saúde, que sempre defendemos, e também buscamos melhoramentos para nossas estradas, dentre outros, tudo com o objetivo de valorizar a economia regional”, destacou a prefeita.

Comentários

Comentários