Obras do ‘Mais Saneamento’ seguem em ritmo acelerado para despoluir Lagoa da Jansen

lagoa-1

As obras de despoluição da Lagoa da Jansen seguem em ritmo acelerado. Foto; Divulgação

As obras de despoluição da Lagoa da Jansen seguem em ritmo acelerado. O canteiro de obras que se instalou há quase dois meses, no lado sul da lagoa, tem objetivo de cumprir metas estabelecidas pelo governador Flávio Dino no Programa ‘Mais Saneamento’, executado pela Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema), que visa melhorar os índices de esgoto tratado em São Luís de 4% para 70% até o ano de 2018.

Nesta semana, o presidente da Caema, Davi Telles, e equipe técnica, realizou a vistoria na obra. Ele enfatizou que, dentro de alguns meses, será possível apreciar, na Lagoa e nas ruas que a circundam, mudanças resultantes deste trabalho que já interfere positivamente na vida dos moradores do entorno. Além da retirada de pontos de lançamento de esgotos clandestinos das margens da Lagoa – destinando-os para a elevatória instalada no local e a partir dela, enviando e tratando efluentes na ETE Jaracati – há, também, o projeto de organização e implantação de redes em curso.

Presidente da Caema, Davi Telles, e equipe técnica, realizou a vistoria na obra de despoluição na Lagoa da Jansen. Foto: Divulgação

Presidente da Caema, Davi Telles, e equipe técnica, realizou a vistoria na obra de despoluição na Lagoa da Jansen. Foto: Divulgação

“Aqui, onde há uma enorme galeria em más condições bem perto de casas, nós também estamos realizando desobstrução dos esgotos e implantação de redes, para que esses moradores não voltem a sofrer com isso. Um grande avanço nas condições de salubridade e dignidade para quem mora nesse trecho”, avalia Davi Telles.

De acordo com o Gerente de Projetos Especiais da Caema,Assis Ferreira, melhorias no sistema de esgoto e interligações das residências até a rede de coleta, bem como a procura de novos pontos a serem mapeados, somam-se a consertos e a reabilitações para melhorar distribuição de água potável, e à eliminação de problemas isolados na rede de distribuição de água, com alterações de canos de 32” para 60” para facilitar a vazão nas casas.

Após todos os procedimentos para retirada dos pontos de lançamento, ainda estão previstas ações de educação ambiental para contribuir para que a área tenha uma qualidade ambiental ainda melhor, fazendo com que este cartão postal também possa servir de local para prática de esportes náuticos e de lazer.

Memória

As obras de despoluição da Lagoa da Jansen iniciaram no ano passado, com sua primeira fase concluída no mesmo ano. Nela, foram retirados aproximadamente 17 pontos de esgoto. A segunda etapa teve início neste ano e vai retirar os pontos restantes. A obra faz parte do programa ‘Mais Saneamento’, do Governo do Estado, que visa elevar o tratamento de esgoto da capital de 4% para 70% até 2018. Outras obras pertencentes ao programa já foram entregues, como é o caso da ETE Vinhais, uma das maiores do nordeste e que está tratando o esgoto de mais de 48 bairros.

Comentários

Comentários