Projeto Justiça Presente é apresentado aos técnicos da Funac

A presidente da Funac, Sorimar Sabóia, técnicos da Diretoria Técnica e da Coordenação dos Programas Socioeducativos, e mais coordenadores técnicos das unidades conheceram, nesta quarta-feira (10), as ações do Programa Justiça Presente, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), na sede da Funac. O projeto foi apresentado pela coordenadora estadual do Programa, Cláudia Gouveia, com a representante da Unidade de Monitoramento Carcerário do Tribunal de Justiça, Joseane Fróes.

O Justiça Presente é uma parceria entre o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) para o enfrentamento do estado de crise no sistema penal e socioeducativo brasileiro. A ideia é a consolidação de experiências exitosas e a implantação de intervenções customizadas à realidade de cada estado, construídas em estreita colaboração com os atores locais para garantir a efetividade e sustentabilidade das soluções.

Na oportunidade, a coordenadora estadual do Programa, Cláudia Gouveia explicou diante da priorização da medida de internação para os adolescentes envolvidos com a prática de atos infracionais, é necessário a adoção de estratégias para fortalecer a execução das medidas em meio aberto também, evitando, assim, a superlotação dos centros socioeducativos do país e o encarceramento em massa da juventude brasileira.

Para Sorimar a iniciativa de CNJ está em consonância com os objetivos da Funac. “Acreditamos que o fortalecimento das medidas em meio aberto e da rede políticas públicas locais é o caminho para preservar a vida da nossa juventude e mesmo evitar a reincidência em novos atos infracionais por aqueles que já passaram pelo sistema socioeducativo. Somaremos forças neste projeto e esperamos um bom resultado”, afirmou a presidente.

“Acredito que toda iniciativa que venha para melhorar e qualificar o atendimento socioeducativo é bem-vinda, principalmente no fortalecimento e na garantia da eficácia das políticas públicas”, celebrou a coordenadora técnica do Centro Socioeducativo de Internação do Vinhais, Suzana Moraes.

Comentários

Comentários