Novo Poço do Residencial João Alberto encerra ciclo de 14 anos de desabastecimento

Entrega do Poço no Residencial João Alberto (Foto: Divulgação)

No último sábado (13), os moradores do Residencial João Alberto, em São Luís, foram atendidos com a regularização do abastecimento de água em suas casas. A entrega do poço que já está abastecendo a comunidade tornou-se uma grande festa com direito a bolo, aula de zumba e a certeza de uma vida menos dura com água para todos no bairro.

Em mais uma ação do programa Água para Todos do Governo do Estado, executado pela Companhia de Saneamento Ambiental do maranhão (Caema), o novo poço entregue aos moradores vai resolver um problema de falta de água que já durava mais de 14 anos. Com 96 metros de profundidade e vazão de 20 mil litros/h, o novo poço tubular vai atender 1.800 moradores do bairro.

Rosimar Silva Pereira (52), moradora antiga do bairro, lembra que, antes, para conseguir água, era preciso fazer um verdadeiro sacrifício. “A gente tinha que espalhar mangueiras de uma rua para a outra, mais ou menos uns 400 metros de mangueira para conseguir um pouco de água. Depois de tudo isso, a gente ainda tinha que enrolar a mangueira juntamente com os fios que faziam as bombas funcionar. Agora, graças a Deus, já deu água, chegou nos canos, eu posso dizer que tenho água em casa”, agradeceu ela.

Participando do ato da entrega ao lado da vereadora Fátima Araújo e do presidente da Caema, Carlos Rogério Araújo, o deputado federal Márcio Jerry fez questão de lembrar que o benefício levado ao bairro era um compromisso do governo e que a participação da comunidade por meio da vereadora, empenho de todos e a ação da Caema em executar a obra fizeram isso acontecer.

“Isso é o que o governo Flávio Dino defende: justiça social com a participação de todos para que possamos mudar todo um histórico de abandono, do esquecimento vivido por vários anos no estado em relação a fatores de dignidade importantes, sobretudo a questão da água, que é um direito de todos”, definiu o deputado.

O presidente da Caema, Carlos Rogério Araújo, ao lado do diretor de Gestão Administrativa, Financeira e de Pessoas, André dos Santos Paula, reiterou que, a partir de agora, com o novo poço, começará uma nova fase, que inclui uma revisão em toda a rede instalada para permitir que a vazão chegue a todas as casas. “O poço tem água suficiente para abastecer toda a área. Nós vamos fazer ainda um acompanhamento no sentido de chamar a atenção para o uso consciente, para que a água não seja desperdiçada e que não falte a quem é de direito”, enfatizou o presidente.

Comentários

Comentários