Frigoríficos comemoram Instrução Normativa que regulamenta comércio na Região Metropolitana

    Assinatura da Instrução Normativa que beneficia frigoríficos na Região Metropolitana. (Foto: Jacii Martins)

Assinatura da Instrução Normativa que beneficia frigoríficos na Região Metropolitana. (Foto: Jacii Martins)

Mais de quarenta estabelecimentos frigoríficos de 13 municípios foram beneficiados com a assinatura da Instrução Normativa Metropolitana, realizada nesta quarta-feira (6) no Palácio dos Leões, pela Secretaria Estadual de Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima) e Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (AGED). A Instrução Normativa facilitará o comércio na Região Metropolitana, além de combater o abate clandestino.

Mafize Vital, representante do frigorífico D.A. Vital, destacou a importância da regulamentação: “Eu vejo a assinatura dessa Instrução Normativa como muito importante para todos os abatedouros, visto que abrirá um leque de atuação, nos possibilitando comercializar nossas carnes em 13 municípios e isso estimula nossa economia, sendo uma grande avanço para toda a região”.

Luciano Rosa, chefe executivo do Grupo Mateus, ressaltou os benefícios da norma: “Essa Instrução Normativa tem uma grande importância. Temos o SIM [Selo de Inspeção Municipal] na cidade de São Luís e poder expandir nossas carnes para as outras cidades da Região Metropolitana é um ganho muito grande, principalmente para o nosso grupo, que possui uma extensa capilaridade”.

A Instrução Normativa autoriza o livre comércio de produtos de origem animal entre os 13 municípios que integram a Região Metropolitana e que possuem o Selo de Inspeção Municipal (SIM). A ideia é combater o abate clandestino, fortalecer e incentivar os SIMs para cada cidade e ampliar o acesso dos consumidores a produtos com sanidade e qualidade garantidas.

Os 41 estabelecimentos devidamente registrados com SIM já estão habilitados para a comercialização nos 13 municípios da Região Metropolitana, que são: Alcântara, Axixá, Cachoeira Grande, Icatu, Morros, Presidente Juscelino, Bacabeira, Paço do Lumiar, Raposa, Rosário, Santa Rita, São José de Ribamar e São Luís. A população dessas cidades terá acesso facilitado a produtos inspecionados.

Com a regulamentação, o governo estadual terá uma importante vitória nas ações de combate ao abate clandestino. “O objetivo do Governo do Estado é incentivar o comércio de produtos adequados às normas de inspeção, beneficiando diretamente o setor produtivo, dobrando o mercado consumidor, além de inibir o abate clandestino nesta região”, ressaltou o titular da Sagrima, Márcio Honaiser.

Comentários

Comentários