Governo realiza estudo ambiental para criar unidade de conservação em Balsas

Equipe técnica da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Naturais (SEMA) desenvolveu atividades técnicas na Unidade de Conservação de Uso Sustentável da Área de Proteção Ambiental (APA) da Nascente do Rio das Balsas para finalizar o estudo ambiental e propor a implantação de uma nova Unidade de Conservação de Proteção Integral. O levantamento foi realizado de outubro a novembro.

As ações foram concentradas nas localidades São Pedro e Limpeza para mapeamento e identificação de áreas de construção de ninhos das Araras Azuis Grande, Araras Canindé e Araras Vermelhas, assim como a identificação de espécies listadas nas categorias ameaçadas de extinção; instalação de inventários florestal ao longo das comunidades com a implantação de 30 parcelas de 10×20 metros com espaçamentos de 50 metros entre si; identificação e mapeamento das Áreas de Preservação Permanente (APPs) ao longo do riacho São Pedro, Brejo da Limpeza e Veredão, e áreas de tensão antrópica; verificação e medição da lamina d’água da nascente principal do rio Balsas; validar feições para efeito de classificação das imagens de satélite; ações de educação ambiental junto às comunidades como palestras em escolas, visitação em residências domiciliares e coletas de resíduos sólidos.

Além do mapeamento, a equipe da SEMA vistoriou a Unidade de Conservação e realizou ações socioambientais em comunidade diversas como os Povoados de Brejão, Estiva, Morro Vermelho, Limpeza e São Pedro.

“Os estudos ambientais são de grande importância para a obtenção de informações qualitativas e quantitativas das populações ambientais. Dentre esses estudos, se destaca o Inventário Florestal, que visa informar sobre os recursos florestais existentes em uma determinada área”, explicou o secretário Marcelo Coelho.

O levantamento de campo servirá de base para a produção do relatório final no qual se fará inferências quanto à frequência, distribuição e classificação das espécies florestais, visando concluir quanto ao estado de conservação de toda a comunidade florestal.

Com o resultado obtido das atividades técnicas desenvolvidas, está sendo elaborado um plano de ação a curto e médio prazo para aperfeiçoar a eficiência da gestão ambiental na APA das Nascentes do Rio das Balsas.

“A SEMA vem realizando ações semestralmente, dando suporte e prioridade nas ações de levantamentos técnicos com o objetivo de fomentar ações mitigadoras que ajudem na preservação da UC, nesse sentido, finalizamos a última ação técnica para concluir o diagnóstico ambiental que fundamente a criação da nova unidade”, destacou a superintendente de Biodiversidade e Áreas Protegidas, Janaina Dantas.

Comentários

Comentários