Artigo do governador: Mais livros. Menos armas

  • Artigo do governador Flávio Dino

Daqui a alguns dias, vamos completar a marca de 23 Escolas inauguradas em 30 dias. Certamente temos o maior programa educacional em execução no Brasil. Isso me faz lembrar que, ano passado, a paquistanesa Malala Yousafzai tornou-se a mais jovem ganhadora do Prêmio Nobel da Paz, aos 17 anos. Ela ficou mundialmente conhecida após ter sido escolhida para um discurso no plenário da ONU em que defendeu o ensino público universal. “Hoje o mundo produz mais armas que livros”, alertou ela.

Como sei que só se desenvolve uma Nação com livros e escolas, desde o primeiro dia de nosso governo tenho buscado tratar a Educação com a centralidade que merece. Tenho convicção de que só poderemos melhorar a longo prazo os índices de nosso estado garantindo ensino de qualidade a todos os maranhenses. Hoje somos reconhecidos nacionalmente como o governo que mais investe em educação, por exemplo pagando o maior salário para professores de 40 e de 20h. Agora, estamos lutando fortemente para que o nosso IDEB continue a subir, depois de tempos pretéritos de marasmo e retrocessos. Conseguimos cumprir nossos objetivos no 1º mandato e a prioridade do momento é prosseguir na trajetória ascendente no IDEB.

Além do Programa Escola Digna, o Programa Mais IDEB compreende um conjunto de estratégias que geram melhorias no sistema público de educação, capazes de impactar diretamente a qualidade do processo ensino-aprendizagem. Com o Prêmio Mais IDEB, o Governo do Maranhão vai conceder bolsas de ensino superior, no valor de R$ 400 a R$ 1.000, para os 10 estudantes com melhor colocação nas provas. Além disso, serão premiados cerca de outros dois mil estudantes, professores e gestores, nas escolas que obtiverem melhores resultados. O principal critério para o prêmio é a pontuação nos Simulados do Ideb. O primeiro ocorrerá esta semana, nos dias 11 e 12 de junho. Outras duas edições ocorrerão ainda este ano.

E já começamos todos os sábados a fazer o Aulão do Ideb, em mais de 700 escolas da rede estadual. A cada dia, oferecemos aulas de reforço nas áreas de Língua Portuguesa e Matemática, que contribuem com a preparação dos estudantes para a prova do Ideb e para o Enem.

Temos investido em outras iniciativas inovadoras em prol da transformação da educação do Maranhão, por exemplo com o Documento Curricular do Território Maranhense e o Sistema Estadual de Avaliação. Vamos continuar nesse caminho: escolas e livros. Não há obra mais importante, pois obras físicas são perecíveis, enquanto que mudar pessoas tem a marca da eternidade.

Comentários

Comentários