Zoneamento Ecológico-Econômico do Maranhão é tema de debate na Semana do Meio Ambiente

Apresentação do ZEE-MA à sociedade civil teve como objetivo estreitar as relações com a população de Bacabal e entes representativos do município (Foto: Divulgação)

O Zoneamento Ecológico-Econômico do Estado (ZEE-MA) esteve entre os temas debatidos nesta quinta-feira (6), no segundo dia da programação da 5° Semana do Meio Ambiente (Semeia) da Universidade Estadual do Maranhão (Uema), realizada em Bacabal.

Com o tema Saberes Tradicional e Científico para o Desenvolvimento Socioambiental, o Semeia 2019 contou com a palestra Troca de Saberes, por Anny Portela, geógrafa do Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (Imesc), e Florise Reis, do Apoio Técnico-Administrativo do ZEE-MA, que apresentaram o programa para mais de 100 pessoas, entre acadêmicos, lideranças comunitárias, quilombolas e indígenas da Região Central do Bioma Amazônico.

A apresentação do ZEE-MA à sociedade civil teve como objetivo estreitar as relações com a população de Bacabal e, também, com os entes representativos do município.

Para o cacique Magno Guajajara, da Aldeia Monalisa, da Terra Indígena Cana Brava, localizada no município de Jenipapo dos Vieiras, o ZEE-MA é um programa importante para o país. “Fico feliz que exista esse projeto. Nós temos muito interesse que seja implementado nas nossas terras e que vise um desenvolvimento que não agrida, mas que venha recuperar, juntamente aos povos indígenas. Vou levar essa proposta para a comunidade para que se possa discutir e fortalecer esse laço entre território, governo e sociedade”, analisou o cacique.

A assessora de Gestão Ambiental da Uema e organizadora do evento, Andrea Araújo do Carmo, reforçou a contribuição do ZEE-MA para todo o Estado. “Tínhamos uma grande expectativa na continuidade do programa e [o programa] realmente mostra o compromisso do Governo do Estado com o zoneamento. A consulta e as interlocuções com as comunidades são um grande diferencial do programa. É um passo fundamental para o Maranhão”, acrescentou.

A participação do público na palestra foi bastante elogiada pela geógrafa do Imesc, Anny Portela, que ressaltou o interesse da sociedade em conhecer a importância do ZEE-MA. “Pudemos trazer uma relação de pertencimento com o lugar, para que seja possível que conheçam o Maranhão e que possamos trazer um desenvolvimento socioambiental, sustentável e ecológico”, pontuou.

5ª Semeia

A quinta edição da Semana do Meio Ambiente da Uema (Semeia) foi realizada pela Assessoria de Gestão Ambiental (AGA) da Uema nesta quarta (5) e quinta-feira (6). O evento contou com apresentação de trabalhos científicos, palestras, mesa-redonda, minicursos e oficinas.

Audiências públicas

Nesta sexta-feira (7), representantes do ZEE visitarão órgãos municipais de Bacabal e entidades da sociedade civil, como colônia de pescadores, Diocese de Bacabal e o Sindicato de Trabalhadores Rurais, para apresentarem informações do ZEE e mobilizarem eventuais parceiros para o desenvolvimento das audiências públicas que serão realizadas entre setembro e outubro.

Comentários

Comentários