Governo discute financiamento e rede de atendimento dos hospitais de 20 leitos

O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, reuniu-se, nesta sexta-feira (17), com prefeitos, secretários municipais de saúde e representantes da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem) e Conselho de Secretários Municipais de Saúde (Cosems) para discutir rede de atendimento e financiamento dos hospitais de 20 leitos.

As propostas visam tornar as unidades de saúde mais resolutivas e sustentáveis e incluem soluções em curto e longo prazos. “Temos questões atuais para resolver, mas, também, em longo prazo. Para melhorar nossa rede, precisamos conversar com a Comissão Intergestores Regional (CIR), com os municípios, desenhar novamente nosso sistema de saúde, para que a gente possa ter fontes de financiamento mais estáveis e com resultados palpáveis para a população”, destacou Carlos Lula.

Uma das propostas, em longo prazo, é a formação de consórcios públicos de saúde entre os municípios com hospitais de 20 leitos mais próximos para compartilhamento de serviços e para captação de recursos federais.

Para o presidente do Cosems, Vinícius Araújo, a reunião foi proveitosa e mostrou as dificuldades da SES e ouviu as dos gestores municipais. “Os prefeitos e secretários vão voltar mais conscientes de que a gente tem de ver na região a quantidade de equipamentos de saúde que temos, para não ter concorrência um com outro”, disse.

O secretário de saúde do município de Tasso Fragoso, Alessandro Abreu Soares, ficou satisfeito com a abertura do diálogo com o Executivo Estadual. “Estamos tentando achar uma saída. Quem tem hospitais de 20 leitos está passando por dificuldades. É o começo da solução para entrarmos em acordo, seja qual for a medida a ser tomada, mas que seja resolutiva para os municípios. Escutamos o Estado e creio que vamos chegar ao final das negociações com uma boa proposta”, afirmou.

Comentários

Comentários