Bate-papo sobre vacinação contra HPV reúne familiares e estudantes da rede pública

Roda de conversa com pais e alunos (Foto: Julyane Galvão)

No Março Lilás, o Governo do Maranhão mobiliza estudantes da rede pública para ações de combate ao câncer do colo de útero. Como parte da programação, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) levou atividades de prevenção e orientação sobre vacinação para dentro da sala de aula.

Familiares e estudantes do Centro de Ensino Barbosa de Godois, no bairro do Monte Castelo, participaram nesta quarta-feira (21) de bate-papo sobre prevenção e vacinação contra HPV. A escola tem cerca de 738 alunos no ensino fundamental e médio, sendo que 155 estudantes estão na faixa etária recomendada para vacinação contra o HPV.

O uso desta vacina neste público-alvo, que é meninas com idade entre 9 e 14 anos e meninos de 11 a 14 anos, deve ser mantida com duas doses, sendo aplicada com intervalo de seis meses entre elas. O HPV (sigla em inglês para Papilomavírus Humano) é um vírus que infecta pele ou mucosas (oral, genital ou anal), tanto de homens quanto de mulheres, provocando verrugas na região genital e no ânus, e câncer, a depender do tipo de vírus. A infecção pelo HPV é uma Infecção Sexualmente Transmissível (IST).

Para o coordenador estadual do Programa de Saúde na Escola da SES, Jamersson Ferreira Leite Júnior, o bate-papo tem o propósito de orientar familiares e estudantes sobre os benefícios da vacina. “A roda de conversa com os pais é para desmistificar os boatos que circularam com falsos efeitos colaterais causados pela vacina do HPV, o que gerou uma baixa cobertura vacinal”, alertou. A ação contou com a participação de técnicos do Departamento de Atenção às DST/Aids e Hepatites Virais da SES.

Na ocasião, os familiares dos estudantes receberam mais informações sobre a importância da atualização da carteira vacinal das crianças e adolescentes. Os profissionais também dialogaram com os pais sobre a vacinação das crianças na escola.

“Meus dois filhos já tomaram a vacina contra o HPV. Achei importante também essa conversa para apagar os mitos que criaram a respeito da vacina. Os pais precisam entender que tudo isso é mentira”, disse Maria Sandra da Conceição, moradora da Liberdade, e mãe de dois na faixa etária para vacinação contra o HPV.

Celiane Monteiro de Jesus participou do bate-papo na escola. “Acho importante o momento para reafirmar informações que passo para minhas duas filhas em casa. Uma já vacinou; a outra ainda não chegou na idade. Esse momento com os pais é essencial para quebrar os preconceitos e alertar sobre o quão importante é a vacina que pode evitar uma doença tão grave, como o câncer do colo de útero”, contou

Vacinação na escola 

A vacinação contra HPV no Centro de Ensino Barbosa de Godois será realizada na próxima quarta-feira (27). “O primeiro contato foi com o pais para fase de conscientização. O segundo será na vacinação, dia 27. Estamos pedindo aos pais que tragam a carteira de vacinação, o cartão do SUS e carteira de identidade do filho para que eles sejam vacinados”, explicou a diretora da escola, Venina Irineu Frazão.

Comentários

Comentários