O incremento da produção agropecuária maranhense é uma das prioridades do governador Flávio Dino na busca pelo desenvolvimento econômico com distribuição de riquezas e igualdade. Com essa perspectiva, foi criado o programa ‘Mais Sementes’, para apoiar os agricultores na produção de itens essenciais na mesa dos maranhenses, como arroz, feijão e milho.

O ‘Mais Sementes’ dá atenção especial para o plantio desses itens e representa o início de uma nova fase na agricultura do Maranhão, onde o produtor passa a contar com assistência técnica, uso de novas tecnologias e avaliação da produção e produtividade obtidas, para que, a cada safra, os números sejam melhores e, com eles, a geração de emprego e renda e a qualidade de vida dos maranhenses.

A produção agrícola é fator determinante para que o Maranhão volte a ter uma economia mais forte no cenário nacional. Com a reinserção do Estado entre os celeiros da agricultura, é possível gerar emprego, renda e desenvolvimento em todas as regiões do Estado. É o que defende o governador. “O Maranhão é rico e com grande potencial produtor. O Governo do Estado começa, agora, a entrar, com ajuda aos produtores, no plantio e na assistência técnica, para que eles possam produzir mais e com maior qualidade”, disse Flávio Dino.

O primeiro item a ser trabalhado no ‘Mais Sementes’ é o feijão, um dos principais produtos da nossa economia, cultivado em todo o estado. Serão entregues 323 toneladas de sementes de feijão entre todos os 217 municípios, a partir de abril, que estarão disponíveis nas sedes da Agência Estadual de Defesa Agropecuária (Aged), Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e de Extensão Rural do Maranhão (Agerp), Sindicatos de Trabalhadores Rurais e nas Secretarias Municipais de Agricultura.

Todas essas instituições são parceiras da Secretaria de Estado de Agricultura e Pecuária na execução do trabalho, assim como a Secretaria de Estado de Agricultura Familiar, Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Maranhão (Faema) e Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado do Maranhão (Fetaema).

O produtor rural poderá também aderir ao Cadastro Ambiental Rural, uma iniciativa do governo federal, obrigatória a todos os proprietários de imóveis rurais, que permitirá o acesso ao crédito rural e outras vantagens. Com isso, o governo do Estado diminui a distância entre o pequeno produtor e o acesso aos benefícios concedidos à categoria, mas que precisam passar por trâmites administrativos.

Priorizar municípios do ‘Mais IDH’
O ‘Mais Sementes’ vai dar apoio aos agricultores na produção de itens essenciais na mesa dos maranhenses, como arroz, feijão e milho. Nesta etapa, será dada atenção especial aos municípios incluídos no Plano de Ações ‘Mais IDH’, lançado no primeiro dia de gestão pelo governador Flávio Dino.

Na primeira etapa do ‘Mais Sementes’, que contempla ações direcionadas ao plantio de feijão, cada um dos 30 municípios do ‘Mais IDH’ receberá duas toneladas de sementes, além de assistência técnica, apoio à comercialização, uso de novas tecnologias e avaliação da produção e produtividade obtidas.